Calundu

Início » Posts etiquetados como 'candomble'

Arquivo da tag: candomble

III Encontros Afrorreligiosos – 2018

No contexto da Semana Universitária da UnB de 2018, o Grupo Calundu realizou a terceira edição dos Encontros Afrorreligiosos. Neste ano o evento foi mais longo e contou com um dia inteiro de trabalho – 8h aula.

Na parte da manhã foi realizado um cine debate com o filme “Cidade das Mulheres”, lançado em 2005, dirigido por Lázaro Faria, com roteiro de Cléo Martins. Após a exibição do filme, foi composta uma mesa de debate com as integrantes do grupo Gerlaine Martini, Iyaromi Ahualli, Aisha Diéne e o integrante Francisco Phelipe Paz. A mesa interagiu bastante com o público, que foi o tempo todo convidado a debater, resultando em uma atividade bastante proveitosa a todas e todos.

Na parte da tarde foi realizada uma mesa redonda, com a temática “Discriminação, Intolerância e Racismo Religioso”, que deu sequência ao debate com o mesmo conteúdo aberto com a publicação do primeiro número de 2018 da Revista Calundu (veja aqui). A mesa foi composta pelas afrorreligiosas iya Patrícia de Oxum e mãe Dora de Iansã e pelos afrorreligiosos tata Kis’ange (pai Nilo Nogueira) e tata Nkosi Nambá (pai Wanderson), mediada pelo ogan e integrante do Grupo Calundu Guilherme Nogueira (tata Mub’nzazi). O debate foi extremamente rico e interativo, tendo se estendido por toda a tarde. O público também teve espaço para se manifestar e falas da profa. Tânia Mara Campos de Almeida, coordenadora do Grupo Calundu, também puderam ser ouvidas em diferentes momentos.

Seguem na galeria abaixo fotos das mesas do evento.

Durante sua fala na mesa a iya Patrícia de Oxum convidou a todas/os as/os presentes para, no sábado 29 de setembro, conhecerem seu Candomblé e participarem dos festejos públicos ao orixá Xangô. O convite para o evento também segue na galeria de fotos.

 

II Encontros Afrorreligiosos – 2017

O grupo Calundu convida a comunidade em geral para a Roda de Conversa: Alimentação, sacralização e cura nas religiões afro-brasileiras. Onde serão discutidas as suas práticas tradicionais, trazendo o debate que gira em torno de outras formas de concepção da ciência e como a questão do cuidar e da saúde está presente na dinâmica das comunidades afrorreligiosas expressando também formas de resistência.

Nesta roda debateremos especificamente as práticas do Omolocô, da Umbanda, Tambor de Mina Paraense, Candomblé e Jurema.

Estarão presentes facilitando o debate:

Pai Marcos de Xangô – Representante do Omolocô
Pai Juca – Representante de Umbanda
Mestre Renan Catimbó – Representante da Jurema
Beatriz Moura – Grupo Calundu
Representante do Candomblé (a confirmar).

O Evento será realizado no dia 25/10/2017 às 14h30 no auditório do Instituto de Ciências Sociais na Universidade de Brasília, Campus Darcy Ribeiro, e é aberto à toda comunidade.

O evento integra a Semana Universitária de 2017.

As inscrições podem ser feitas aqui.
Título ação: Semana universitária – Segundo (ou II) Encontros Afrorreligiosos

Curta e compartilhe o evento no Facebook do Grupo Calundu.

Contamos com a presença de todas e todos!

Chamada pública para a submissão de artigos aberta para a Revista Calundu: V.2, N.1, jan-jun 2018.

ATENÇÃO: Por decisão da comissão editorial, a data limite para submissão de textos para o primeiro número do segundo volume (v.2 n.1) da Revista Calundu foi ampliada para 1 de março de 2018

A benção a quem é de benção!

É com grande satisfação que Grupo de Estudos Calundu convida todo o povo de santo e/ou pesquisadoras/es de afrorreligiosidade a colaborar com o terceiro número da Revista Calundu, previsto para o primeiro semestre de 2018. Estamos particularmente interessados em textos que abordem Discriminação, intolerância e racismo religioso, tema que será abordado nesse volume.

A Revista Calundu é um periódico interdisciplinar e com características de extensão, isso é, aceita também textos livres, entrevistas e ensaios fotográficos produzidos por pessoas de fora do ambiente acadêmico desde que estejam dentro da nossa temática de atuação, as religiões afro-brasileiras e os modos de vida do povo de santo.

Se você é estudiosa/o de qualquer área do saber e tem com o que contribuir sobre o tema de nossa revista, ou se você é de fora do circuito acadêmico, mas também tem experiência com as religiões afro-brasileiras e deseja colaborar com a construção desse volume, seja bem vinda/o e submeta seu artigo, resenha, texto livre, entrevista e/ou ensaio fotográfico à nossa equipe editorial.

Para este volume, aceitaremos submissões até o dia 31.01.2018 01.03.2018. Os textos selecionados por pareceristas especializadas/os serão comunicados às/aos autoras/es com as devidas sugestões de revisão, caso existam.

Mais informações sobre as regras para publicações, para a avaliação e seleção dos textos podem ser encontradas aqui.

Axé, Nguzo

Comissão Editorial

 

II Encontros Afrorreligiosos – 2017

O grupo Calundu convida a comunidade em geral para a Roda de Conversa: Alimentação, sacralização e cura nas religiões afro-brasileiras. Onde serão discutidas as suas práticas tradicionais, trazendo o debate que gira em torno de outras formas de concepção da ciência e como a questão do cuidar e da saúde está presente na dinâmica das comunidades afrorreligiosas expressando também formas de resistência.

Nesta roda debateremos especificamente as práticas do Omolocô, da Umbanda, Tambor de Mina Paraense, Candomblé e Jurema.

Estarão presentes facilitando o debate:

Pai Marcos de Xangô – Representante do Omolocô
Pai Juca – Representante de Umbanda
Mestre Renan Catimbó – Representante da Jurema
Beatriz Moura – Grupo Calundu
Representante do Candomblé (a confirmar).

O Evento será realizado no dia 25/10/2017 às 14h30 no auditório do Instituto de Ciências Sociais na Universidade de Brasília, Campus Darcy Ribeiro, e é aberto à toda comunidade.

O evento integra a Semana Universitária de 2017.

As inscrições podem ser feitas aqui.
Título ação: Semana universitária – Segundo (ou II) Encontros Afrorreligiosos

Curta e compartilhe o evento no Facebook do Grupo Calundu.

Contamos com a presença de todas e todos!